Notícias

14/06/2012 | Dados das campanhas de atropelamento de fauna são apresentados

 

Depois de sete campanhas já terem sido realizadas, a equipe do Programa de Monitoramento de Atropelamento de Fauna apresentou os resultados para os demais integrantes da Gestão Ambiental da BR-116/392. O objetivo deste programa é quantificar o número de animais atropelados na rodovia, que se encontra em fase de duplicação, identificar os pontos mais críticos, propor medidas para diminuir os acidentes com animais, implantar essas medidas e, depois, monitorar sua efetividade.

 

Feitas a cada dois meses e durante cinco dias, as campanhas de monitoramento de fauna já contabilizam 454 animais mortos na rodovia de 58 espécies diferentes. Cerca de 20% dos animais encontrados nas campanhas não é identificado pelo estado de conservação da carcaça, sendo a maioria deles pequenos roedores e aves. Os mais encontrados são as aves (204) seguidos pelos mamíferos (158). Segundo o Técnico Ambiental Guillermo Dávila, existem pontos na rodovia que podem ser considerados mais críticos para o atropelamento, como a Várzea do Canal São Gonçalo. “Os animais relacionados às áreas alagadas são os mais atropelados, e constatamos isso através dos pontos críticos identificados e das espécies”, diz ele.

 

Os animais silvestres mais atropelados na BR-392 são o gambá (21), tartaruga tigre-d’água (19),  cobra-d’água (19), ratão-do-banhado (17), anu-branco (15), cágado-de-barbelas (14), pomba-de-bando (12), preá (8), cachorro-do-mato (6).

 

Os seminários onde as equipes apresentam os resultados de seus trabalhos vêm acontecendo para que todos os integrantes da STE tenham conhecimento sobre assuntos relacionados à gestão ambiental e conheçam o trabalho desenvolvido pelas demais equipes.

 

anteriorpróxima

Copyright © 2011 | Todos os direitos reservados | STE - Serviços Técnicos de Engenharia S.A.
Praça 7 de Julho, 36, sala 02 |Pelotas/RS | 53.3027 27 11 | 3027 27 13 | NATIVU DESIGN
Visitante: 947102