Gestão Ambiental da Rodovia

A Gestão Ambiental na fase de instalação de uma nova pista de uma rodovia tem o objetivo de garantir que o empreendimento possua um bom desempenho ambiental. Este desempenho é medido pelas ações utilizadas para evitar, minimizar ou compensar os impactos inerentes a uma obra de grande porte, como é o caso da duplicação da BR-116/392.

A Gestão Ambiental é implantada em empreendimentos rodoviários por exigência do Ministério do Meio Ambiente. No caso da BR-116/392 o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) apresentou para o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA) um Plano Básico Ambiental (PBA) contendo os 17 programas que compõem a Gestão Ambiental da duplicação da rodovia. O PBA foi oficializado por meio da licença de instalação 453, concedida pelo IBAMA, juntamente com outras condicionantes que têm o objetivo de buscar a conservação dos ambientes adjacentes à rodovia e ter cuidado com as áreas povoadas.

Para que o desempenho da Gestão Ambiental seja eficaz, é preciso que todos os atores envolvidos no empreendimento estejam comprometidos. Na BR-116/392, O DNIT implantou um Comitê de Gestão Ambiental das Obras de duplicação da rodovia, formado pelas construtoras, supervisão de obras, supervisão ambiental e DNIT. O Comitê começou a atuar em fevereiro de 2011 e, desde então, reúne-se mensalmente para discutir as questões relativas ao equilíbrio ambiental da obra.

Um dos 17 programas ambientais previstos pelo PBA é especificamente o de Gestão Ambiental, que é responsável por gerenciar todos os programas e garantir seu desenvolvimento.

 

STE: Empresa responsável pela Gestão Ambiental da duplicação da BR-116/392

A Gestão Ambiental das obras de duplicação da BR-116/392 é executada, desde janeiro de 2011, pela STE – Serviços Técnicos de Engenharia S.A.. Em Pelotas, a empresa possui uma equipe de 14 funcionários especializados nas áreas de ecologia, biologia, engenharia, gestão de recursos hídricos, jornalismo e educação ambiental. Além do quadro fixo de funcionários, a empresa também conta com a colaboração de consultores experientes em diferentes áreas, que subsidiam os coordenadores na execução dos Programas Ambientais.

 

Programas Supervisionados pela STE (executados pelas construtoras)

- Programa Ambiental para Construção

- Programa de Recuperação de Áreas Degradadas

- Programa de Saúde Pública

- Programa de Supressão de Vegetação

- Programa de Resgate de Germoplasma

 

Programas executados pela STE

- Programa de Gestão Ambiental

- Programa de Levantamento, Mitigação e Monitoramento dos Atropelamentos de Fauna

- Programa de Monitoramento de Fauna - Espécies Bioindicadoras

- Programa de Monitoramento da Qualidade da Água

- Programa de Monitoramento de Ruídos

- Programa de Educação Ambiental

- Programa de Comunicação Social

 

Programas Gerenciados pela STE

- Programa de Indenização de Terras e Benfeitorias

- Programa de Identificação e Salvamento de Bens Arqueológicos

- Programa de Apoio Técnico aos Municípios

- Programa de Gerenciamento de Riscos e Plano de Ações Emergenciais

- Programa de Prevenção de Queimadas

 

 

 

Matérias Relacionadas

 

Gestão Ambiental palestra na Semana Acadêmica de Engenharia Civil  

Ordem de serviço para início das obras na BR-116 e no Contorno de Pelotas é assinada  

Jornalista Jocimar Farina visita obras da BR-392  

14 de agosto: Dia do Combate à Poluição  

Licença de instalação é assinada para as obras no Contorno de Pelotas Gestão Ambiental e a duplicação da BR-392

 

 

 

Fotos relacionadas

 

Ordem de serviço para início das obras na BR-116 e no Contorno de Pelotas é assinada

1

Copyright © 2011 | Todos os direitos reservados | STE - Serviços Técnicos de Engenharia S.A.
Praça 7 de Julho, 36, sala 02 |Pelotas/RS | 53.3027 27 11 | 3027 27 13 | NATIVU DESIGN
Visitante: 921806