Notícias

18/05/2017 | Cerimônia de abertura do III Seminário de Gestão Ambiental Pública reúne mais de 300 participantes

Vanesa Teles Garcia, estudante do curso de Gestão Ambiental da Universidade Federal de Pelotas, (UFPel), foi uma das primeiras a se credenciar no III Seminário de Gestão Ambiental Pública. “Soube pela faculdade e tive interesse em participar porque é bom para gente se interar”, disse. A iniciativa da Gestão Ambiental da BR-116/392 (STE S.A.), evento promovido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e Instituto Federal Sul-Rio-grandense (IFSul), atraiu mais de 300 participantes ao auditório do campus Pelotas, na noite desta quarta-feira (17/05).

 

A vice-reitora do IFSul, professora Janete Otte, destacou na mesa de abertura a importância de se criar espaços para dialogar esta temática. “Precisamos acreditar que a gente deve estar discutindo e trabalhando o tema da Gestão Ambiental. Como instituição púbica de ensino sentimos a obrigação de trabalhar junto estes assuntos”, falou. Já o engenheiro do DNIT, Rafael Hallal, reforçou que este tem sido um esforço da autarquia. “O DNIT tem tentado juntamente com a STE, neste caso, desenvolver este tema”. O coordenador do setor de meio ambiente da STE, engenheiro Adriano Panazzolo, destacou a surpresa de sucesso do evento. “Esperamos poder colaborar com a nossa experiência de Gestão Ambiental há mais de uma década, juntamente com o DNIT”.

 

Para a professora Lúcia Anello, representante da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), é um grande avanço colocar estas instituições de ensino superior público a dialogarem sobre este tema. “Ressalto a relevância de se fazer de uma política pública, como é o licenciamento, um evento como este. O DNIT tem sido um grande vetor de impacto ambiental, e este é um momento que mostra que estamos no caminho certo”. O pró-reitor de Planejamento da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Otávio Martins, reforçou esta mesma mensagem. “Este evento tem o compromisso de defender a instituição pública e a dimensão ambiental”.

 

O vice-prefeito de Rio Grande, Paulo Renato Matos Gomes, frisou a importância dos municípios respeitarem as normas ambientais paralelamente ao progresso. “Todos nós como gestores queremos geração de emprego e renda, aliado ao desenvolvimento da sustentabilidade”. Representando a prefeitura de Pelotas, o secretário de Qualidade Ambiental, Felipe Perez, fechou a mesa de abertura destacando a educação ambiental. “É prioritária a preocupação com a educação ambiental. Para qualquer ação precisamos estar atentos ao meio ambiente”, disse.

 

O show da banda Os ambientais do projeto musical “Canção dos bichos: Rock & Natureza” da Gestão Ambiental da BR-116/392 (STE S.A.) empolgou os presentes. As letras, que falam sobre a fauna e flora nativa da região, embalaram a cerimônia de abertura.  O professor da FURG, Paulo Roberto Tagliani, falou sobre a avaliação de impacto ambiental na palestra de abertura. “Destaca-se a necessidade de criarmos e ampliarmos mecanismos para a participação social nos estudos de impactos ambientais”, falou. A mesa de economia circula tratou a gestão de resíduos, processos construtivos alternativos e energia eólica. Participaram da mesa a professora Marise Keller, arquiteta Raíza Dittgen e engenheiro Nilo Quaresma, mediado pelo professor Marcelo Peske.

anteriorpróxima

Copyright © 2011 | Todos os direitos reservados | STE - Serviços Técnicos de Engenharia S.A.
Praça 7 de Julho, 36, sala 02 |Pelotas/RS | 53.3027 27 11 | 3027 27 13 | NATIVU DESIGN
Visitante: 1483892