Notícias

10/05/2017 | Ministério dos Transportes vistoria condições das obras de duplicação na BR-116 e Contorno de Pelotas

Durante dois dias técnicos do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil vistoriaram as obras de duplicação da BR-116 e BR-392, de Guaíba até o Contorno de Pelotas, incluindo as obras das passarelas para pedestres da BR-392, em Rio Grande.  A inspeção, realizada nesta segunda e terça-feira (09/05), teve o objetivo de verificar in loco as condições dos lotes construtivos da obra. Na oportunidade, o secretário Nacional de Transportes Terrestre e Aquaviário, Luciano Castro, destacou que será feito um relatório sobre a importância da continuidade dos serviços para o tráfego da rodovia.

Ele também lembrou que houve um contingenciamento muito significativo nos recursos do Ministério, mas que as perspectivas para o segundo semestre são de aumento de arrecadação, possibilitando uma revisão nos valores para o empreendimento.

 

Após conhecer mais de perto a realidade das obras e do impacto que ela ocasiona aos usuários da rodovia e às comunidades do entorno, o secretário comentou que está convencido de que a duplicação é fundamental para o Rio Grande do Sul. “Pretendo conversar com o ministro Maurício Quintella que é preciso priorizar esta obra de uma forma mais global”, ressaltou Castro.

 

Acompanhado do diretor de Infraestrutura, Euler José dos Santos, do diretor do Departamento de Programas de Transportes Terrestre e Aquaviário, Paulo Sérgio Souza, e da Coordenadora de Planejamento, Anna Karina Chaves, o secretário Castro se disse impressionado com “a falta de continuidade da obra”. “Vamos trabalhar para acelerar a parte mais burocrática para podermos avançar nas obras. Assim, esperamos sensibilizar o Governo Federal para que haja um esforço maior (na liberação de recursos) para esta obra na BR-116”, completou.

 

O superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes Terrestre no Rio Grande do Sul (DNIT/RS), engenheiro Hiratan Pinheiro da Silva, reforçou que a vistoria da equipe técnica do Ministério é fundamental para que seja concluída. “Dessa forma, a equipe fica conhecedora da situação da obra e da carência de recursos. Essa visita é mais eficiente do que os dados que enviamos para Brasília. Os dados visuais que vão levar, as impressões serão mais importante”, observou.

anteriorpróxima

Copyright © 2011 | Todos os direitos reservados | STE - Serviços Técnicos de Engenharia S.A.
Praça 7 de Julho, 36, sala 02 |Pelotas/RS | 53.3027 27 11 | 3027 27 13 | NATIVU DESIGN
Visitante: 1627845