Notícias

24/03/2016 | Saber Ambiental no Mercado atrai mais de 200 crianças

Quatro dias voltados para a inserção de estudantes da rede pública de ensino em temas relacionados ao meio ambiente e à vida existente no passado. O “Saber Ambiental no Mercado” recebeu cerca de 280 crianças, do terceiro ao quinto ano, com o objetivo de despertá-las para a importância da preservação ambiental. O evento foi promovido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e pela Prefeitura de Pelotas, em parceria com instituições com envolvimento na área.

 

Os parceiros foram peças-chave nas atrações para os pequenos. O Museu Carlos Ritter expos três tatus taxidermizados do acervo enquanto o Laboratório de Ensino e Pesquisa em Antropologia e Arqueologia (Lepaarq) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) levou cerâmicas indígenas, material lítico (de pedra) e réplica de uma escultura de um tubarão. Garras de preguiça, placas do tatu em gesso para colorir e exemplares dos bichos da Megafauna para modelar foram oferecidos pelo Núcleo de Estudos em Paleontogia e Estratigrafia (Nepale) da UFPel. “Buscamos conciliar o lado científico e o lúdico para explicar o que os bichos antigos deixaram de marcas aqui assim como os registros que nós deixamos”, explicou a paleontóloga Karen Adami.

 

A Fundação Zoobotânica, de Porto Alegre, também prestigiou o evento. A equipe trouxe kits dos fósseis de diversas regiões do Rio Grande do Sul além de material didático que são distribuídos para as escolas sempre que solicitado. A Gestão Ambiental da BR-116/392 (STE S.A.), organizadora do evento juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento e Turismo e com a Secretaria de Educação e Desporto, apresentou o projeto “Canção dos Bichos – Rock & Natureza” com músicas sobre a fauna e flora nativa da região, além de material informativo e educativo.

 

“Este é um momento de formação para eles e para mim enquanto professora, contribuindo para o conhecimento deles e possibilitando com que vejam a parte concreta do que geralmente encontram em livros e filmes. Ter a possibilidade de participar é muito gratificante”. Assim a professora da E.M.E.F. Luiz Augusto Assumpção, Lauren Antunes, definiu o evento enquanto orientava sua turma no Mercado Central. Palestras, exposições, brincadeiras e músicas fizeram parte da programação que se desenvolveu durante o turno da tarde.

 

Além das escolas convidadas pela Prefeitura, o evento despertou o interesse de outros educandários, como o Colégio Estadual Félix da Cunha. “Uma professora me falou que teriam estas atividades aqui e como nós valorizamos muito as questões do meio ambiente pensamos em participar. Esta é uma aula que enriquece muito mais o conteúdo visto em sala de aula”, destacou a professora Maria Ângela Azevedo Carvalho. A estudante do quarto ano, Lara Evelin Fonseca Flores, gostou de ter participado. “Meu amigo veio e levou uns materiais para casa, eu também queria. Achei legal quando a professora disse que viríamos e o que eu mais gostei foi do tatu”.

 

As atividades também atraíram os olhares de quem passou pelo Mercado Central durante esses dias. As acadêmicas do curso de graduação em Gestão Ambiental da UFPel, Adriana Lima Goelzer e Dores Benito Peter, estavam em busca de ações positivas e negativas relacionadas ao meio ambiente. “Encontramos vários pontos negativos na vinda até aqui, mas ficamos felizes em ver esta atividade super positiva”, explicou Adriana que se interessou pela exposição do Sítio de Visitação da Paleotoca Gilberto Azevedo de Azevedo, a qual estará exposta nos corredores centrais até domingo (27/03).

anteriorpróxima

Copyright © 2011 | Todos os direitos reservados | STE - Serviços Técnicos de Engenharia S.A.
Praça 7 de Julho, 36, sala 02 |Pelotas/RS | 53.3027 27 11 | 3027 27 13 | NATIVU DESIGN
Visitante: 1729527