Notícias

24/04/2012 | Palestra para produtores aborda utilização de queimadas

A equipe da Gestão Ambiental da BR-392 falou sobre a prática, que é proibida por lei no Estado

A equipe da Gestão Ambiental da duplicação da BR-116/392, realizada pela STE, esteve presente em uma reunião com produtores rurais do município de Rio Grande, promovida pela EMATER. A intenção era falar com o público sobre os perigos e as consequências negativas das queimadas para o meio ambiente.

 

Na ocasião foi abordado que esta prática causa impactos negativos às populações de fauna e flora, prejudica a saúde humana, tem consequências para a constituição do solo e seu uso contínuo prejudica a fertilidade do mesmo. “A queima do lixo também é prejudicial e emite gases tóxicos”, explicou o coordenador do programa de educação ambiental e comunicação social da STE, Cauê Canabarro. Segundo ele, a equipe tentou relacionar os efeitos das queimadas para o aquecimento global, e do aquecimento global na seca, que implica na agricultura e influencia diretamente a vida dos produtores.  Um dos dados apresentados pela equipe mostra que o Brasil é o quarto maior emissor desses gases causadores do efeito estufa, sendo que 70% do total das emissões acontece em decorrência das queimadas.

 

A prática das queimadas ou fogo em florestas e demais formas de vegetação é proibida pela legislação do Rio Grande do Sul, conforme o Artigo 28 do código Florestal. Essa atividade faz parte do programa de prevenção de queimadas, um dos 18 que vem sendo desenvolvidos pelo DNIT na duplicação da BR-116/392, através da Gestão Ambiental do empreendimento.

anteriorpróxima

Copyright © 2011 | Todos os direitos reservados | STE - Serviços Técnicos de Engenharia S.A.
Praça 7 de Julho, 36, sala 02 |Pelotas/RS | 53.3027 27 11 | 3027 27 13 | NATIVU DESIGN
Visitante: 922668